Vai não Vai

Publicado novembro 13, 2007 por Antonio Brasileiro
Categorias: Muito Barulho Por Nada

Tags: , , , , , ,

Denunciei irregularidades da Vai-vai e sou acusado de racismo pelo presidente da escola de samba

 

Foi-foi?

“(…) Amigos leitores, hoje escrevo por ter me tornado uma pseudocelebridade e um possível candidato ao IML. Ao abrir o jornal O Estado de São Paulo de 09/11/2007, percebo que minha luta pelo cumprimento das leis está tomando as proporções devidas. O Jornal da Tarde publicou a mesma matéria, porém mais completa. O Portal da Oi também publicou na íntegra, leia aqui.

 

Ao contrário do que se alardeia, não estou em uma cruzada contra as culturas populares, o samba, as etnias, ou sei lá o que mais quiserem me acusar. O que quero é que cessem os ensaios ao ar livre, que próximos ao Carnaval, chegam a ser três na mesma semana. Sugiro que os ensaios sejam realizados no sambódromo até que a escola construa um galpão com estrutura para realizar seus “eventos”.

 

Sou ameaçado categoricamente por uma acusação de racismo e crime de preconceito por ter feito um videodenúncia (você também pode ver clicando aqui, aqui ou aqui) com quase todas as irregularidades que a “escola” de samba Vai-vai, cujo porta-voz é seu presidente Tobias da Vai-Vai, incorre repetidamente todos os domingos em via pública.” – Marcelo, do Blog do Insight.

E por aí vai(vai) o texto que é muito pertinente e merece uma leitura. Não me contive e decidi comentar aqui também:

Como brasileiro que sou, tenho de concordar que essa manifestação é algo tipicamente nacional e por isso traz todo o meu apoio. É necessário gritar e fazer barulho quando a ocasião assim se mostra necessária.

Se o próximo não mostrar-se compreensivo e resignar-se a aceitar os eventuais choques culturais e sociais, é preciso lembrar que tal manifestação não é oriunda de apenas uma questão individual, mas de uma representação em prol do coletivo que tem como função manter (da melhor maneira possível) um nível de organização e comunhão com sua sociedade.

Se o conflito é inevitável, fiquemos do lado daquele que melhor representa as qualidades que muitos brasileiros precisam.

Entendam como quiser.

1º Lugar do dia no WordPress.com!

Publicado novembro 13, 2007 por Antonio Brasileiro
Categorias: Patriotismo

Tags: , , , ,

Rumo à vitória (com v minúsculo)

Categoria: Posts mais quente do dia escritos em português do Brasil.

Acho muito bonito, mas não me conformo de não estarmos no topo da lista dos blogs mais vistos do dia:

Sétimo?

Sétimo, patriotas? Sétimo não dá! Sétimo não sobe nem ao pódio! É uma vergonha para o país isso!
Mas nem tudo está perdido e nunca é tarde para ajudar. Divulguem esse blog como puderem e ajudem O Brasileiro (como você) ver e ser visto no topo dessa e de outras listas. É um direito e um dever cívico ajudar o país.

Teste: Que Símbolo Nacional É Você?

Publicado novembro 12, 2007 por Antonio Brasileiro
Categorias: Patriotismo

Tags: , , , ,

É hora do Brasil mostrar que além da bandeira, do hino e do brasão, é um país que detém símbolos modernos e reconhecidos não só em sua unidade, mas como em todo globo! Símbolos que representam o melhor do Brasil e o melhor do brasileiro.

Eis aqui a chance de descobrir qual símbolo nacional possui a maior relação com a sua pessoa, com a sua condição pessoal de brasileiro patriota. Faça o teste! Descubra que símbolo nacional é você!

Clique aqui!

Problema Cultural é achar que a cultura tem problemas

Publicado novembro 12, 2007 por Antonio Brasileiro
Categorias: Vergonha Nacional

Tags: , , , , , , ,

Vendida!“Temos que lidar ainda com o problema cultural do brasileiro, que prefere ter as coisas de graça”Andréa Fornes, produtora executiva do MSN em entrevista para a Rolling Stone de novembro de 2007.


Somente uma revista estrangeira que tenta corromper a cultura nacional poderia entrevistar uma funcionária brasileira (tamém vendida para o estrangeiro) que tem o despeito de fazer críticas negativas ao próprio país. Onde já se viu tamanho atrevimento em dizer que o Brasil tem um problema cultural?!

Primeiramente não existe ‘problema cultural’. Existe ‘característica cultural’. Se a senhora Andréa tivesse cursado pelo menos um período de antropologia na faculdade (se é que ela cursou a faculdade), saberia que a análise de uma cultura deve ser desprovida de parcialidade e preconceitos. A politização da relação observador-observado na pesquisa antropológica é um conceito que qualquer criança de hoje conhece! Que vergonha, senhora Andréa!

Onde está a revista REALIDADE?Segundo a análise da produtora executiva do MSN, preferir coisas de graça é uma característica brasileira. Concordo e é com muito prazer que constato que a influência da nossa cultura é tão forte, que ultrapassou nossas fronteiras geográficas e se alastrou pelo mundo inteiro com uma força muito maior do que o nosso pau-brasil, futebol ou o Cansei de Ser Sexy. É o Brasil abrindo o caminho para uma novíssima tendência nunca vista antes em nenhuma parte do mundo e em nenhum momento da história: preferir ter coisas de graça!

Vandeir “Wlad” da Silva, o Vampiro de Presidente Prudente

Publicado novembro 9, 2007 por Antonio Brasileiro
Categorias: Generalidades

Tags: , , , , , , , , ,

Aquém do além adonde que veve os mortos” – O Vampiro Brasileiro

Minha mardição será maligna!Presidente Prudente, cidade com menos de 250.000 habitantes e amaldiçoada por seus constantes rodeios e eventos relacionados ao gado, chamou atenção essa semana graças à Vandeir Máximo da Silva. Vandeir (que tem um sobrenome brasileiro cheio de orgulho) é, de acordo com a lei, um psicopata praticante do vampirismo, ocultismo e outros ‘ismos‘ satânicos que devem ser expurgados da sociedade.

Mesmo negando tais atividades e condições nefastas, Vandeir foi acusado de ter mordido o pescoço e bebido o sangue de dezesseis jovens que fazem parte de uma seita (ou comunidade) chamada Anjos Rebeldes, da qual é o líder.

Os moleques já tinham marcas, e se eu tivesse mordido teria arrancado uma parte do pescoço de alguém“, explicou Silva, chamado de Vlad. Quanto a chupar o sangue dos menores, o ajudante disse que isso é mentira e que prefere suco de uva e vinho.

Era um 1/3 do copo com sangue. Isso vicia.” (…) “Não sei o quanto de sangue que ele bebeu. Os meninos não querem falar muito, dizem que ele é do bem. O que sei é que as vítimas são da tribo Emo (fã de hardcore com letra romântica, com visual andrógino, que usa maquiagem e gosta de chorar)” contou o delegado Dirceu Gravina, da 4DP de Presidente Prudente, que interrogou cinco adolescentes. O delegado acha também que o ‘vampiro’ usou uma prótese dentária com dois caninos que deve estar escondida na casa do acusado.

Eu juro por tudo que é mais sagrado que não inventei nada no texto acima escrito na cor preta. Apenas editei duas matérias, cortando o reduntante e o supérfulo. E por falar em supérfulo, vamos à análise:

Não sei quanto à vocês, mas o hábito de chupar pescocinhos de jovens do sexo oposto para mim é algo muito natural e não constitui crime de maneira alguma. Crime, ao meu ver, é quem não gosta de chupar ou ter o pescoço chupado. Se o rapaz conseguiu que o delegado Dirceu Gravina investigasse e listasse sua façanha, é sinal que as jovens devem ser todas maravilhosas e que tudo não deve passar apenas de ciúmes desse oficial que deveria cuidar de crimes reais entre os peões de rodeio e proteger os cidadãos de bem dos touros raivosos.

A descrição do delegado Dirceu Gravina sobre a medida de sangue necessária para viciar uma pessoa me chamou bastante atenção. Tenho de anotar isso aqui para não esquecer: um terço de um copo de sangue….

Tal dado acurado e (com certeza) muito edificante, só não ofuscou a sua mais ainda revelação sobre os hábitos dos índios ‘Emo‘, tribo que eu desconhecia completamente. Preciso ficar de olho na região.

Para completar o delegado revela que detectará sua única evidência material (os caninos postiços de Wlad) utilizando-se de uma das maiores armas da polícia brasileira: o achismo.

Maravilhoso isso!

O repórter Cícero Affonso, de Presidente Prudente, ainda revela mais sobre as ações de Vandir:

“Depois ele convence os jovens acompanhá-lo no período da noite, até um sítio onde ele demonstra agilidades físicas em uma espécie de luta, mostra suas asas e inicia os menores mordendo-os na região do pescoço.”

Espere um pouco… ‘asas’?

“O suspeito Silva não tem antecedentes criminais e trabalha em uma indústria de papel. Segundo as vítimas, ele se veste sempre de preto, tem “asas e olhos coloridos“.

ASAS COLORIDAS‘? Quem se importa se ele tem antecedentes criminais, tem olhos ou trabalha numa indústria de papel? O sujeito tem ASAS COLORIDAS!

Faço agora uma súplica aos nossos brilhantes cientistas que trabalham no Projeto Genoma: mapeiem o DNA dessa criatura e vendam sua patente para o dono da BRA anteontem! Valdir pode ser a salvação da nossa crise aérea e o homem está aí em São Paulo! Vivo e à cores!

Valdir, abra as suas asas! Solte suas feras! Você pode ser o novo pai da aviação! O último era meio estranho mesmo…

Fontes de respeito utilizadas aqui: Globo Online; por Gabriel Batista, Diário de S.Paulo – Agência Estado, por Sandro Villar – Terra, Cícero Affonso

Explicação sobre a formatação dos textos nesse blog

Publicado novembro 9, 2007 por Antonio Brasileiro
Categorias: Generalidades

Com freqüência alarmante publicarei aqui vários textos contendo matérias, reportagens ou textos de outras fontes para auxiliar o leitor e situá-lo de forma que possa melhor compreender meus comentários e visão particular das notícias, que é também a visão compartilhada por todo patriota brasileiro ciente de suas responsabilidades e deveres.

Para ajudar ainda mais os aforntunados leitores desse blog, decidi utilizar um simples esquema de cores para esses casos:

Letras negras (como essa) => Informação retirada de alguma fonte. 

Letras verdes => Meus comentários

Letras cinzas => Links (com exceção desse exemplo, ok?) 

Há ainda a questão das aspas, do negrito e do itálico. Fica combinado então que itálico será utilizado para estrangeirismos e citações. Os depoimentos e citações das pessoas estarão entre aspas como essas: ” “.

Já ênfase em palavras chaves, títulos etc. terão essas sarcásticas aspas: ‘ ‘ ou cínicos negritos.

-=-=-=

Obrigado pela sua atenção. O país agradece.

Crise Aviária – Parte II (Vô num vô!)

Publicado novembro 8, 2007 por Antonio Brasileiro
Categorias: Vergonha Nacional

Tags: , , , , , ,

Vôo num vôo!